BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

sábado, 24 de outubro de 2009

53. Novo Proprietário (If My Heart Was A House)

Se meu coração fosse uma casa...
Estariam lá todos as crianças de rua, as que perderam seus pais, seja por abandono ou pelo destino.
Se meu coração fosse uma casa...
Estariam lá todos os animais machucados, rejeitados ou abandonados pelo mundo por serem muitas vezes diferentes.
Se meu coração fosse uma casa...
Ele seria grande o suficiente para caber isso tudo lá dentro.
Se meu coração fosse uma casa...
Ele seria tão quente como o sol, para proteger a todos do frio que envolve as pessoas e as isolam.
Se meu coração fosse uma casa...
Ele seria feito com os tijolos mais resistentes para que nunca viesse abaixo.
O meu coração é uma casa...
E precisa de um novo proprietário.
Alguém se habilita? ♥

“If my heart was a house... You’d be home.”

8 Manifestações:

D i c a disse...

Eu. :)

Se meu coração fosse uma casa, seria uma casa com salas imensas e de portas abertas.

Quase um anuncio.

beijo!

Luciana disse...

Own, que bonito.

Se meu coração fosse uma casa, seria colorida, espaçosa e com flores na janela, sempre aconchegante para quem habita.

Beijo!

Ademerson Novais disse...

Nossa amigo lindo texto...com um convite autoritario no final...posso me candidatar a morar nessa casa....


srsrrsrsrs

Ademerson Novais de Andrade

Daniel Braga disse...

De certa forma.. vocês já moram no meu coração ;)

~Até mais ver, amigos. ♥

*DB*

Jay e Alê disse...

Oi amigo sumidinho...
Adorei o texto. Enfim eu tb me habilito, essa casa deve ser tão linda quando esse coração...
Saudades de vc.
bju
Jay

Fernanda B disse...

Crianças e animais
to fora.


Só não me habilito pq não gostamos da mesma coisa.
Aloka.

Beijo, amor.

Ran Omelete disse...

Isso me lembrou o poema de despedida do Rabindranath Tagore.


Poema de Despedida

É hora de partir, meus irmãos, minhas irmãs
Eu já devolvi as chaves da minha porta
E desisto de qualquer direito à minha casa.
Fomos vizinhos durante muito tempo
E recebi mais do que pude dar.
Agora vai raiando o dia
E a lâmpada que iluminava o meu canto escuro
Apagou-se.
Veio a intimação e estou pronto para a minha jornada.
Não indaguem sobre o que levo comigo.
Sigo de mãos vazias e o coração confiante.

E também aquele outro poema do Drummond, Mundo Grande.

railer disse...

o principal proprietário é você. talvez você esteja buscando alguém pra dividir isso contigo. hehe